quarta-feira, 6 de outubro de 2010

O VIDEO DO PR. PIRANGINE TEVE UMA FORMA DE CENSURA NO YOUTUBE


EXTRA,EXTRA, BOMBA!

URGENTE!URGENTE

DIVULGUEM ESTA MENSAGEM!

O VIDEO DO PR. PIRANGINE FOI CENSURADO NO YOU TUBE

SEGUNDO O JORNALISTA DA VEJA REINALDO AZEVEDO:

http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/youtube-cria-uma-forma-de-censura-contra-pastor-evangelico-quem-pediu


YouTube cria uma forma de censura contra pastor evangélico. Quem pediu?
Um vídeo no YouTube foi visto, segundo sei, por mais de quatro milhões de pessoas. O pastor Paschoal Piragine Jr., da Primeira Igreja Batista da Curitiba, expõe os motivos por que os fiéis, segundo ele, não devem votar no PT— e a descriminação do aborto é uma delas. Como sabem, não postei o vídeo aqui porque poderia parecer endosso a tudo o que Piragine diz. E tenho algumas boas divergências. Mas isso agora é irrelevante.
Ocorre que o Youtube passou a pedir senha ou registro para que o vídeo possa ser acessado (aqui) . Lê-se a seguinte mensagem:
“Segundo a sinalização da comunidade de usuários do YouTube, este vídeo ou grupo pode ter conteúdo impróprio para alguns usuários”.
Epa! Aí não dá! Impróprio para quem? Especialmente para os petistas, não? Quantos são os vídeos no YouTube que esculacham os tucanos e todos aqueles que o PT considera adversários? Falar mal do partido, agora, deve ser algo escondido, como se o Internauta usasse a Internet para ver pornografia? É uma forma de censura. Não se trata de expor a intimidade de ninguém ou de calúnia. É uma crítica politica, concorde-se ou não com ela.

Há outro arquivo do vídeo aqui. Essa gente vai ter de aprender a viver num país livre!
Por Reinaldo Azevedo
http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/youtube-cria-uma-forma-de-censura-contra-pastor-evangelico-quem-pediu/

VAMOS TODOS NOS MANIFESTAR!

VAMOS LUTAR PELAS NOSSAS LIBERDADES!

JULIO SEVERO JÁ FOI PERSEGUIDO E ALGUNS VIDEOS DELE JÁ FORAM SINALIZADOS COMO IMPROPRIO

A MENSAGEM DO YOUTUBE É: Segundo a sinalização da comunidade de usuários do YouTube, este vídeo ou grupo pode ter conteúdo impróprio para alguns usuários.

A PERGUNTA QUE FICA É ESSA?

QUE USUÁRIOS SÃO ESSES?

CONTEÚDO IMPRÓPRIO?

NÓS VEMOS MUITAS SACANAGENS, PORNOGRAFIA, CRIMES CONTRA PASTORES VIDE O PR PILÃO, PR GUINLE, PASTOR METRALHADORA, VEMOS AS MULHERES MELANCIAS PORNOGRÁFICAS, PORNOGRAFIAS, VEMOS APRESENTADORES INCENTIVANDO AS CRIANCINHAS A REBOLAREM NA BOCA DA GARRAFA AO VIVO NA TV, OS TAIS DE REBOLATIONS AI, MULHERES DE CALCINHA, QUASE NUAS, HOMENS DE CUECA, SEXO EXPLICITO E MUITAS ABERRAÇÕES A MAIS E O YOUTUBE NÃO FAZ NADA?

AGORA O PR. DENUNCIA O QUE É A VERDADE OU EXERCE A SUA LIBERDADE DE EXPRESSÃO E O YOUTUBE VEM CERCEAR, COLOCAR UMA MORDAÇA EM NOSSO TECLADO?ISSO É UMA MORDAÇA, ISSO É UMA ABERRAÇÃO!

PROTESTO,PROTESTO!

VAMOS NOS MOVIMENTAR E DENUNCIAR ESSA ABERRAÇÃO QUE É A BUROCRACIA DE LOGAR E SE CADASTAR PARA TER UMA SENHA PARA ASSISTIR O VÍDEO!

QUE COMUNIDADE É ESSA?QUAL O CRITÉRIO QUE O YOUTUBE USA PARA NOS PRIVAR DE TER A LIBERDADE DE VER UM VIDEO?

ENTÃO, PQ ELES NÃO TIRAM AS OUTRAS ABERRAÇÕES QUE EXISTEM LÁ?QUAIS OS INTERESSES DO YOUTUBE?

AVANTE!VAMOS DENUNCIAR, POIS SE ELES FAZEM ISSO AGORA QUANDO DIZEM QUE HÁ DEMOCRACIA NESTE PAÍS E NA INTERNET IMAGINE DEPOIS!

PAULO CÉSAR CÂNDIDO

Um comentário:

Carlos Renato disse...

A verdade é que o link citado pelo irmão é tendencioso, integrante do PiG (Partido da Imprensa Golpista), e por conseguinte anti PT.
O video em questão, mostra o sepultamento de uma criança viva, em uma tribo indígena, conforme a cultura deles, protegida por lei, e vincula esta imagem ao programa de Governo do PT. Não compete ao Governo Federal intervir na cultura indígena.
Se o amado está, de fato, preocupado com o assunto, posso indicar uma Leitura do PNDH2 (Projeto este precurssor do PNDH3, do gov FHC). Talvez uma olhada neste video,( http://www.youtube.com/watch?v=Hdh050geaK4 ) possa esclarecer melhor o que digo.
Em 1964, o golpe militar tambem usou da fé dos irmãos para implantar a era mais negra da nossa história: A Ditadura Militar, com o apoio desta mesma mídia eletista(golpista).